Português-Brasileiro



EXTRAÇÃO MADEIREIRA NA FLORESTA TROPICAL

Uma das principais causas de destruição da floresta tropical é a extração madeireira. Muitos tipos de madeira para móveis, pisos e construção são extraídos da floresta tropical da África, Ásia e América do Sul. Pela compra de certos produtos de madeira, as pessoas em locais como os Estados Unidos estão diretamente contribuindo para a destruição das florestas tropicais.

Embora a extração madeireira possa ser conduzida de uma forma que reduz danos à floresta, a maior parte da extração na floresta tropical é muito destrutiva. Grandes árvores são cortadas e carregadas pela floresta, enquanto que o acesso por estradas para a retirada da madeira da floresta disponibiliza áreas até então virgens para a agricultura de fazendeiros pobres.

Na África os trabalhadores que cortam a madeira da floresta frequentemente contam com a caça como fonte de proteína. Eles caçam animais nativos como gorilas, veados e chimpanzés para alimentar-se.

As pesquisas têm mostrado que o número de espécies encontradas nas florestas tropicais exploradas é muito mais baixo do que o número encontrado em florestas ainda intocadas. Muitos animais da floresta tropical não podem sobreviver em ambientes perturbados.

As pessoas locais (o povo tribal) sempre contaram com a madeira das florestas tropicais para fogo e para fazer utensílios de usos diversos. No passado tais práticas não foram danosas ao ecossistema. No entanto, hoje em dia, em áreas com elevada população humana, o grande número de pessoas extraindo madeira da floresta tropical pode ser extremamente danoso. Por exemplo, as florestas em volta dos campos de refugiados na África central (Ruanda e Congo) foram despidas de todas suas árvores em algumas áreas.




Escrito em inglês por Rhett A. Butler. Traduzido do inglês para o Português Brasileiro por Dr Henrique Nascimento.




Português Brasileiro | Direitos Legais | Inglês | PDF
Primeira página  |   Inglês  |   Para as crianças  |   Imagens  |   Noticias  |   Idiomas  |   Sobre  |   Ajuda  |   Contato

©2007 Rhett Butler